A Visita do Presidenciável

Claudio Heemann (Zero Hora, 18 de dezembro de 1984) Foi em 1978 que o grupo “Ói Nóis Aqui Traveiz” surgiu num espaço alternativo na Rua Ramiro Barcellos. Pela primeira vez, na história do teatro local, Porto Alegre via experimentação anárquica, contestando, de forma radical, todos os valores burgueses. Era uma proposta revolucionária, de forte conteúdo político. A ruptura com as convenções cênicas do teatro tradicional era procurada através de estilização delirante e onírica. O espetáculo transformava-se num ritual insólito, envolvendo os espectadores. Nudez e agressão ao público faziam parte do tratamento de choque que o grupo utilizou na quebra dos moldes consagrados. O grupo logo passou a atuar nas ruas e interferir espetáculo a dentro nas encenações em cartaz na cidade. Algo como uma guerrilha urbana, o “Ói Nóis Aqui Traveiz” não era apenas um teatro de vanguarda, Quixotescamente repudiava toda a ordem político-social vigente. Era uma filosofia de vida e de ação que se derra

A Tribo está de volta em Porto Alegre!

Após 51 dias de viagem a Tribo de Atuadores Ói Nóis aqui Traveiz volta a Porto Alegre e já anuncia: Medeia Vozes está de volta! De 19 a 22 de dezembro na Terreira da Tribo!

Para aqueles que não conseguiram assistir ao espetáculo na sua breve temporada durante a programação do Festival Porto Alegre em Cena, o grupo irá realizar mais 5 apresentações ainda este ano, com entrada franca!

Foto: Pedro Isaias Lucas

A Tribo de atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz que completou 35 anos de trajetória em março deste ano realizou uma pequena turnê com o seu último espetáculo de Teatro de Vivência “Medeia Vozes”. A encenação passou pelas cidades de São Paulo na sede do grupo Ventoforte e em Arcoverde na Estação da Cultura, totalizando mais de 20 apresentações, entorno de 700 pessoas puderam entrar em contato com a cena dos sentidos do Ói Nóis Aqui Traveiz. 

Os interessados poderão acompanhar os registros desta viagem pelo blog da Tribo!

Assista no link abaixo um vídeo sobre este processo: