ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 2]

    Com um mês de atividades o Teatro Ói Nóis Aqui Traveiz foi interditado pela Secretaria de Segurança. Aí começou uma longa campanha pela reabertura do teatro. O fechamento agravou a situação econômica do grupo e a saída de alguns dos seus integrantes. Para vencer a crise o grupo buscou outros espaços para encenar o seu espetáculo. Também é o momento em que o grupo começou a compartilhar as suas experiências através de uma oficina de teatro. E é principalmente com os jovens desta oficina que criou a montagem de “A Bicicleta do Condenado”, do espanhol Fernando Arrabal: um preTexto para a reVolta do Ói Nóis Aqui Traveiz. Durante o processo de criação integrantes do grupo foram presos em manifestações contra a ditadura. Essa experiência de repressão e violência foi canalizada para a cena. A reabertura do Teatro trouxe para a encenação uma história de opressão e horror, onde duas pessoas tentam sobreviver em um lugar comandado por uma ordem militar. Se no primeiro espetáculo o público fi

O Amargo Santo da Purificação participa esta semana do Festival SESC de Inverno no RJ


O espetáculo “O Amargo Santo da Purificação” que conta a história do revolucionário brasileiro Carlos Marighella, participa esta semana do Festival SESC de inverno no Rio de Janeiro. O espetáculo passará por 3 cidades: Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis.

Todas as apresentações serão às 11h, confira abaixo os dias e os locais:

Dia 07.08: O Amargo Santo da Purificação em Nova Friburgo na Praça Dermeval Barbosa Moreira.
Dia 09.08: O Amargo Santo da Purificação em Petrópolis na Praça Liberdade.
Dia 10.08: O Amargo Santo da Purificação em Teresópolis na Praça da Feirinha.


Foto: Cláudio Etges


O Amargo Santo da Purificação é uma visão alegórica e barroca da vida, paixão e morte do revolucionário Carlos Marighella.

A encenação coletiva para Teatro de Rua conta a história de um herói popular que os setores dominantes tentaram banir da cena nacional durante décadas, buscando um retrato humano do que foi o Brasil no século vinte. É uma história de coragem e ousadia, perseverança e firmeza em todas as convicções. A coerência dos ideais socialistas atravessando uma vida generosa e combatente, de ponta a ponta. 

A dramaturgia elaborada pelo “Ói Nóis Aqui Traveiz” parte dos poemas de Carlos Marighella, que transformados em canções são o fio condutor da narrativa. Utilizando a plasticidade das máscaras, de elementos da cultura afro-brasileira e figurinos com fortes signos, a encenação cria uma fusão do ritual com o teatro dança, construindo uma estética ‘glauberiana’.

Valores: Grátis.
Classificação: Livre.
Duração: 100 min.

Considerado um dos maiores eventos culturais do estado do Rio de Janeiro, o Festival Sesc de Inverno, realizado anualmente em julho, chega a sua 13ª edição em 2014.
O evento já faz parte das agendas das cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, oferecendo uma programação cultural extensa, diversificada, de qualidade e, em sua maior parte, gratuita. Entre os seus objetivos está a promoção de experiências que gerem o desenvolvimento cultural da população, em especial da serra fluminense, e consequentemente contribuam para a transformação social.

Mais informações no site do Festival:
http://www.festivalsescdeinverno.com.br/o-festival