A vanguarda gaúcha em ação

Marcelo Marchioro ( O Estado do Paraná, 29 de Junho de 1979)   Para todos aqueles que procuram a renovação de tudo aquilo que está de uma maneira ou outra ligada ao homem, para todos os que são suficientemente abertos para receberem novas idéias e concepções e se colocam contra qualquer tipo de estagnação, para todos os que possuem uma visão ampla e irrestrita do que seja cultura e das várias maneiras pelas quais ela se manifesta, para todos aqueles que são receptivos (se não para gostar, ao menos para analisar) às novas e válidas propostas de trabalho e têm condições de entender o que seja um espetáculo consciente e revitalizador, hoje é o último dia para assistir a “Ensaio Selvagem” às 21 horas no Teatro Universitário de Curitiba, produção do grupo gaúcho “Ói Nóis Aqui Traveiz”.   Em geral, novas propostas ou manifestações de vanguarda (principalmente quando se trata de cultura) sempre são encaradas pelo público com muitas ressalvas, especialmente por aquela grande camada tradi

Encontros com os nossos pares Latinos!

Durante o 9º Circuito Nacional de Teatro na Argentina, além de apresentações da performance “Onde? Ação nº2”, a Tribo tem realizado encontros e intercâmbios com diversos grupos latino americanos e também com organizações vinculadas aos direitos humanos na Argentina.


Para a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, estes encontros são uma forma de ampliar e fomentar a discussão sobre o Teatro Independente na América Latina e aprofundar a relação das manifestações artísticas engajadas, com ações militantes, reafirmando a ideia de um teatro comprometido, a favor da construção da cidadania e cumprindo também um importante papel de manutenção da memória, como forma de reconstrução da identidade.

Na semana passada o grupo esteve em Santa Rosa de La Pampa com dois importantes grupos teatrais que também estão participando do circuito: o grupo Boliviano, Teatro de Los Andes, que está em turnê com o espetáculo “Hamlet, dos Andes” e o Grupo Malayerba, do Equador que apresenta “Instrucciones para abrazar el aire”. 
A entrevista com os grupos poderá ser conferida em futuras edições da Cavalo Louco – a Revista de Teatro da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz.

Um pouco sobre os grupos:

Teatro de Los Andes

Foto: Eugenio Barboza

Fundado em 1991, o Teatro de Los Andes é um grupo Boliviano, que busca refletir através de seu teatro a arte do ator, e a necessidade de contar histórias, de recordar, de retomar a própria essência, construindo uma ponte entre a técnica teatral e as fontes culturais andinas.





O grupo também ministra oficinas na Bolívia e em diversos países sobre a formação do ator e desenvolve projetos sociais, onde o teatro não é um fim em si mesmo, mas um meio de discussão e inclusão social.

Foto: Eugenio Barboza
Site do grupo:

Grupo Malayerba

Foto: Eugenio Barboza
O Grupo Malayerba surge em 1980 em Quito no Equador. Através do seu teatro busca uma linguagem que expresse a vida, o ser humano e seus conflitos, na tentativa de compreender e tomar uma posição crítica, ativa e construtiva frente aos processos sociopolíticos da sua realidade.
Em 1989 o grupo cria o Laboratório Malayerba ”um espaço e um tempo para praticar a liberdade”. A proposta de formação no laboratório é de 4 anos e se desenvolve através de 11 oficinas (teóricas e praticas), que são ministradas pelos membros do Grupo Malayerba. 
Em 2001 o grupo publica a revista “Hoja de Teatro” como um meio de difundir o pensamento e fomentar a discussão sobre o teatro equatoriano.

Foto: Eugenio Barboza

Site do grupo:

Ambos os grupos fazem parte da vertente de Teatro de grupo na América Latina. 

Mais encontros!

Encontro com a Escola de Títeres em Neuquén

Encontro na fábrica de azulejos Zanon, um exemplo de de luta e organização da classe trabalhadora!
Zanon es del pueblo!

Encontro na fábrica de azulejos Zanon, um exemplo de de luta e organização da classe trabalhadora!
"Zanon es del pueblo"!

Encontro com o grupo "El Ramo del Aire" de Neuquén, que recebeu a Tribo com muita generosidade e dedicação!
Gracias por todo queridos!

Encontro com representante Mapuche de Neuquén

Encontro com os "H.I.J.O.S" de Neuquén
MEMÓRIA, VERDADE E JUSTIÇA!
Fotos: Eugenio Barboza