A vanguarda gaúcha em ação

Marcelo Marchioro ( O Estado do Paraná, 29 de Junho de 1979)   Para todos aqueles que procuram a renovação de tudo aquilo que está de uma maneira ou outra ligada ao homem, para todos os que são suficientemente abertos para receberem novas idéias e concepções e se colocam contra qualquer tipo de estagnação, para todos os que possuem uma visão ampla e irrestrita do que seja cultura e das várias maneiras pelas quais ela se manifesta, para todos aqueles que são receptivos (se não para gostar, ao menos para analisar) às novas e válidas propostas de trabalho e têm condições de entender o que seja um espetáculo consciente e revitalizador, hoje é o último dia para assistir a “Ensaio Selvagem” às 21 horas no Teatro Universitário de Curitiba, produção do grupo gaúcho “Ói Nóis Aqui Traveiz”.   Em geral, novas propostas ou manifestações de vanguarda (principalmente quando se trata de cultura) sempre são encaradas pelo público com muitas ressalvas, especialmente por aquela grande camada tradi

A Tribo participa do Seminário 50 anos do Golpe Militar de 1964 - 50 anos de Impunidade

A atuadora Tânia Farias da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz participa do seminário 50 anos do Golpe Militar de 1964 - 50 anos de Impunidade nesta sexta feira, 14/11, às 16h no Arquivo Público de Porto Alegre (Rua Riachuello, 1031)

Seguindo as atividades desenvolvidas em março de 2014, o Coletivo pela Educação, Memória e Justiça realiza a 2ª edição do Seminário 50 anos do Golpe de 1964: 50 anos de impunidade, que ocorrerá no Auditório do APERS nos dias 12, 13 e 14 de novembro, com apoio do Arquivo Público, do IFCH/UFRGS e do PPG em História/UFRGS.

Confira a programação completa:


Divulgação - Arquivo Público:
http://arquivopublicors.wordpress.com/2014/11/05/apers-sedia-2a-edicao-do-seminario-50-anos-do-golpe-de-1964-50-anos-de-impunidade/