ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 2]

    Com um mês de atividades o Teatro Ói Nóis Aqui Traveiz foi interditado pela Secretaria de Segurança. Aí começou uma longa campanha pela reabertura do teatro. O fechamento agravou a situação econômica do grupo e a saída de alguns dos seus integrantes. Para vencer a crise o grupo buscou outros espaços para encenar o seu espetáculo. Também é o momento em que o grupo começou a compartilhar as suas experiências através de uma oficina de teatro. E é principalmente com os jovens desta oficina que criou a montagem de “A Bicicleta do Condenado”, do espanhol Fernando Arrabal: um preTexto para a reVolta do Ói Nóis Aqui Traveiz. Durante o processo de criação integrantes do grupo foram presos em manifestações contra a ditadura. Essa experiência de repressão e violência foi canalizada para a cena. A reabertura do Teatro trouxe para a encenação uma história de opressão e horror, onde duas pessoas tentam sobreviver em um lugar comandado por uma ordem militar. Se no primeiro espetáculo o público fi

O início das obras para construção da Terreira da Tribo foi mais uma vez adiado!

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz foi surpreendida ontem, no início da tarde, ao saber que a construtora adiou o início das obras para construção do Centro de Experimentação e Pesquisa Cênica Terreira da Tribo, situado no terreno da Rua João Alfredo, 709 - Cidade Baixa.

Após a divulgação do que seria o 1° dia das obras, os alunos da Oficina para Formação de Atores resolveram fazer uma homenagem a Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo - neste local onde será a futura sede do grupo - e encontraram os portões fechados.

Fomos informados pelo secretário da SMOV que mais uma vez o início das obras foi adiado, agora, para o dia 5 de janeiro de 2015.


Estaremos lá! Venha você também!
Fiscalize!!!