A Missão - Lembrança de uma Revolução

A Revolução Possível Revista Aplauso/ 2007 Crítica de Fábio Prikladnicki
(Fotos Cisco Vasques)



De um espetáculo do tipo “teatro de vivência" da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz se espera muitas coisas, sendo uma delas a utilização de uma narrativa descontÍnua, fazendo com que o espectador se pergunte, a cada cena, "O que está acontecendo". Assim também é em A Missão (Lembrança de uma Revolução), do dramaturgo alemão Heiner Muller (1929-1995), que faz novatemporada no final de marco, na Terreira da Tribo, em PortoAlegre, depois de ter estreado em novembrode 2006. Aocontrário de outros trabalhos, nesse não se opera nenhumtipo de colagem textual: a marca do Ói Nóis está essencialmentena encenação. O que não é pouca coisa. Escrito em 1979, o texto parece, ainda hoje, vanguardista e ousado. Não apenas porque Muller é um dos maiores dramaturgos pós-modernos. Nem apenas porque sua produção, escrita em plena Alemanha comunista, tenha mantido vitalidade mesmo depois da queda d…

O início das obras para construção da Terreira da Tribo foi mais uma vez adiado!

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz foi surpreendida ontem, no início da tarde, ao saber que a construtora adiou o início das obras para construção do Centro de Experimentação e Pesquisa Cênica Terreira da Tribo, situado no terreno da Rua João Alfredo, 709 - Cidade Baixa.

Após a divulgação do que seria o 1° dia das obras, os alunos da Oficina para Formação de Atores resolveram fazer uma homenagem a Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo - neste local onde será a futura sede do grupo - e encontraram os portões fechados.

Fomos informados pelo secretário da SMOV que mais uma vez o início das obras foi adiado, agora, para o dia 5 de janeiro de 2015.


Estaremos lá! Venha você também!
Fiscalize!!!