Artistas na Rua Fora Bolsonaro - Porque derrubá-lo é Urgente!

 Culuna de Tânia Farias em Brasil de Fato . Ato Fora Bolsonaro em Porto Alegre: "Há muitas ações sendo gestadas, não sairemos das ruas enquanto não derrubarmos o genocida do poder" - Foto: Mari Martinez A clareza de que Bolsonaro hoje é mais letal que o vírus fez com que perdessem o medo "É preciso estancar essa sangria!!! Um homem sem juízo e sem noção não pode governar essa nação!" Essas são algumas das frases da canção de Zeca Baleiro, entoada pelo movimento Artistas pelo Impeachment, que reúne artistas de todo o país. O clipe “Desgoverno” tem claramente incomodado os ainda apoiadores do governo genocida e corrupto de Bolsonaro, Mourão e os militares. A população, atingida pelo descaso e pela fome, tem saído as ruas. A clareza de que Bolsonaro hoje é mais letal que o vírus fez com que perdessem o medo. Nesse caldo e ação estamos também nós, os artistas e trabalhadores da cultura

Ói Nóis Aqui Traveiz apresenta a Performance “Onde? Ação nº2” no seminário sobre o processo de construção da Política Nacional das Artes – Funarte RJ


O Ministério da Cultura (MinC) realiza, dia 9 de junho, o seminário de lançamento do processo de construção da Política Nacional das Artes (PNA). O evento ocorrerá das 9h às 18h30, na sede da Fundação Nacional das Artes (Funarte), no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelo site e pelas redes sociais do MinC.

A Tribo encerra as atividades na sede da Funarte, com a apresentação da Performance “Onde? Ação nº 2”, às 18h30.

Foto: Pedro Isaias Lucas


Performance "Onde? Ação nº2”

A performance “Onde? Ação nº2” de forma poética provoca reflexões sobre o nosso passado recente e as feridas ainda abertas pela ditadura militar. A ação performática se soma ao movimento de milhares de brasileiros que exigem que o Governo Federal proceda a investigação sobre o paradeiro das vítimas desaparecidas durante o regime militar, identifique e entregue os restos mortais aos seus familiares e aplique efetivamente as punições aos responsáveis.

Construção da PNA


A Política Nacional das Artes é um conjunto de políticas públicas consistentes e duradouras para as artes brasileiras. As discussões têm como ponto de partida os planos setoriais, debates, conferências e estudos realizados pelo Sistema MinC.

Os planos setoriais são conjuntos de propostas resultantes das reuniões realizados, no período de 2005 a 2010, por representantes da sociedade civil e técnicos do MinC.

A PNA contribuirá para a renovação da Funarte, entidade vinculada ao ministério, responsável pelas políticas de fomento para artes visuais, circo, dança, literatura, música e teatro.

O debate sobre cada uma das linguagens artísticas será aprofundado em quatro momentos: 

a) seminários em parceria com a Fundação Casa de Rui Barbosa;

b) encontros setoriais com representantes das principais linguagens artísticas (já foram realizados três: circo, teatro e música);

c) reuniões presenciais com a equipe da Caravana das Artes, que passará por todos os estados e pelo Distrito Federal para debater propostas para todas as linguagens - artes visuais, circo, dança, literatura, música e teatro.

d) plataforma de participação social, aberta para receber sugestões de toda a sociedade pela internet.

http://www.cultura.gov.br/noticias-destaques/-/asset_publisher/OiKX3xlR9iTn/content/id/1269055