DUAS CARTAS PARA MEYERHOLD

  Carta de Henrique Saidel   Fotos de Eugênio Barboza, Lucas Gheller e Pedro Isaias Lucas Porto Alegre, inverno de 2020 Querido Meyerhold, Escrevo esta carta como quem escreve algo de muito importante, como quem escreve algo que lhe causa um tanto de medo e hesitação, como alguém que deseja escrever coisas bonitas, coisas inesquecíveis, inteligentes, coisas revolucionárias, coisas que estejam à altura da tua arte, do teu teatro, da tua vida. Escrevo esta carta depois de ter escrito “Querido Meyerhold”, ali no topo da página, há vários dias e depois de ter ficado vários dias sem escrever mais nada, apenas olhando a página em branco e pensando em todas as coisas bonitas, inesquecíveis, inteligentes e revolucionárias que eu poderia dizer para você e a teu respeito. Escrevo esta carta mais de um ano depois de ter visto (duas vezes) a peça que o Ói Nóis Aqui Traveiz fez com você no título e como personagem, e mais de dezenove ou vinte anos depois de te ler pela primeira v

Ói Nóis Aqui Traveiz apresenta a Performance “Onde? Ação nº2” no seminário sobre o processo de construção da Política Nacional das Artes – Funarte RJ


O Ministério da Cultura (MinC) realiza, dia 9 de junho, o seminário de lançamento do processo de construção da Política Nacional das Artes (PNA). O evento ocorrerá das 9h às 18h30, na sede da Fundação Nacional das Artes (Funarte), no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelo site e pelas redes sociais do MinC.

A Tribo encerra as atividades na sede da Funarte, com a apresentação da Performance “Onde? Ação nº 2”, às 18h30.

Foto: Pedro Isaias Lucas


Performance "Onde? Ação nº2”

A performance “Onde? Ação nº2” de forma poética provoca reflexões sobre o nosso passado recente e as feridas ainda abertas pela ditadura militar. A ação performática se soma ao movimento de milhares de brasileiros que exigem que o Governo Federal proceda a investigação sobre o paradeiro das vítimas desaparecidas durante o regime militar, identifique e entregue os restos mortais aos seus familiares e aplique efetivamente as punições aos responsáveis.

Construção da PNA


A Política Nacional das Artes é um conjunto de políticas públicas consistentes e duradouras para as artes brasileiras. As discussões têm como ponto de partida os planos setoriais, debates, conferências e estudos realizados pelo Sistema MinC.

Os planos setoriais são conjuntos de propostas resultantes das reuniões realizados, no período de 2005 a 2010, por representantes da sociedade civil e técnicos do MinC.

A PNA contribuirá para a renovação da Funarte, entidade vinculada ao ministério, responsável pelas políticas de fomento para artes visuais, circo, dança, literatura, música e teatro.

O debate sobre cada uma das linguagens artísticas será aprofundado em quatro momentos: 

a) seminários em parceria com a Fundação Casa de Rui Barbosa;

b) encontros setoriais com representantes das principais linguagens artísticas (já foram realizados três: circo, teatro e música);

c) reuniões presenciais com a equipe da Caravana das Artes, que passará por todos os estados e pelo Distrito Federal para debater propostas para todas as linguagens - artes visuais, circo, dança, literatura, música e teatro.

d) plataforma de participação social, aberta para receber sugestões de toda a sociedade pela internet.

http://www.cultura.gov.br/noticias-destaques/-/asset_publisher/OiKX3xlR9iTn/content/id/1269055