A Missão - Lembrança de uma Revolução

A Revolução Possível Revista Aplauso/ 2007 Crítica de Fábio Prikladnicki
(Fotos Cisco Vasques)



De um espetáculo do tipo “teatro de vivência" da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz se espera muitas coisas, sendo uma delas a utilização de uma narrativa descontÍnua, fazendo com que o espectador se pergunte, a cada cena, "O que está acontecendo". Assim também é em A Missão (Lembrança de uma Revolução), do dramaturgo alemão Heiner Muller (1929-1995), que faz novatemporada no final de marco, na Terreira da Tribo, em PortoAlegre, depois de ter estreado em novembrode 2006. Aocontrário de outros trabalhos, nesse não se opera nenhumtipo de colagem textual: a marca do Ói Nóis está essencialmentena encenação. O que não é pouca coisa. Escrito em 1979, o texto parece, ainda hoje, vanguardista e ousado. Não apenas porque Muller é um dos maiores dramaturgos pós-modernos. Nem apenas porque sua produção, escrita em plena Alemanha comunista, tenha mantido vitalidade mesmo depois da queda d…

Vai ter arte na rua SIM!!!!!!

Na sexta feira, dia 28/08, diversas ruas de Porto Alegre foram tomadas por centenas de artistas, em um ato de repúdio a minuta divulgada pela prefeitura no dia 13 deste mês. O documento regra as manifestações culturais de rua e promove uma série de mudanças na lei nº 11.586, de 5 de março de 2014. O documento faz uma série de exigências e proibições que não foram construídas de acordo com as necessidades e demandas dos artistas que provem arte nas ruas. 

Ao som de tambores, cantos e diversos outros instrumentos, os artistas marcharam do Largo Glênio Peres até o Largo Zumbi dos Palmares. Colorindo as ruas com seus figurinos e estandartes. 

Vai ter arte na rua SIM!!!!!!
Evoé !













Fotos do atuador Eugenio Barboza