SANTO/AMARGO

Quase todo mundo conhece a expressão de Marx: “é preciso mudar o mundo e não interpretá-lo”. Hélio Oiticica vislumbrou uma outra direção: “é preciso que o mundo seja mundo do homem e não mundo do mundo”. A encenação de O Amargo Santo da Purificação, novo trabalho de rua criado pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre, segue essa mesma vereda, trazendo à agenda um tema – a transformação do mundo – e uma personagem – Carlos Marighella – bem pouco convencionais. A realização, estreada em setembro de 2008, insere-se nas manifestações que recordam os quarenta anos de morte do líder revolucionário brasileiro. Dado o contexto, teríamos todos os elementos para mais uma peça de agitação dos oprimidos, mais um exercício para a retórica coletivista, mais uma encenação épica erigida sobre chavões. Não é o que ocorre. A primeira grande aventura do Ói Nóis foi a de privilegiar os poemas escritos pelo revolucionário e não seus discursos ou textos de militância. O material dramátic…

Todo o nosso AMOR e toda a nossa GRATIDÃO a esta grande mulher!!!


Amigos,
É com profunda tristeza que comunicamos o FALECIMENTO da nossa querida companheira, amiga e irmã, Sandra Regina Steil.
O VELÓRIO acontecerá na Capela D do Cemitério Municipal São João, a partir das 11h30 de hoje (18/10) e o sepultamento será ás 16h.
Obrigada a todos pelas energias e orações! Foi uma batalha muito difícil, e esta grande mulher guerreira lutou até o fim.
Gratidão companheira por tantos anos e tantos sonhos compartilhados... 
Vá em paz... evoé!