A Casa de Fausto sob o Signo do Cruzeiro do Sul [Parte 3/Final]

Anátema e sagração da primaveraO grupo brasileiro Ói Nóis Aqui Traveiz encena o Fausto de Goethe em Porto AlegrePor Friedrich Dieckmann para a revista alemã Theater Der Zeit
 O princípio do palco simultâneo, que define toda a encenação, repete-se nas cenas de Margarida nas dimensões de um espaço com forma de sala, e o espectador pode escolher os pontos, a partir dos quais ele quer assistir aos acontecimentos; ele pode também mudar de lugar. Nos dois lados estreitos tornam-se presentes duas instâncias polares: num lado, o grupo de imobilidade estatuária, no qual aparecem, ao lado de um sacerdote, um cavaleiro e uma mulher (trata-se de Valentim e da mãe de Margarida), à semelhança de estátuas; no outro lado, a área do jardim com o lago, as pedras e as plantas, que aparece atrás de véus. O lado da igreja estende-se por todo o espaço na forma de figuras de santos (aquelas figuras carregadas da rua para dentro do recinto); a roda de fiar se encontra aqui, em cuja caixa Mefisto deposita o …

E a Tribo cai no samba no Carnaval de Guaíba!

Hoje a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz estará em Guaíba participando de mais um carnaval ao lado da Escola de Samba Império Serrano.

A Escola fundada em 1974, que tem suas atividades realizadas no bairro Ermo, já homenageou o grupo duas vezes em carnavais anteriores, e neste ano contará a história de Chico Rei na avenida, para abordar também um tema de extrema importância: o preconceito racial no Brasil.

Será mais uma vez uma experiência humana, um encontro entre o teatro e uma das mais potentes manifestações populares do nosso país, o carnaval. Estaremos lá! O teatro militante do Ói Nóis Aqui Traveiz, que neste ano completa 38 anos de trajetória, também prestará a sua homenagem a esta figura lendária. Salve Chico Rei!