A arte de transformar a realidade em poesia | Sebastião Milaré

No barco, sobre as Águas do Guaíba, afastando da Ilha do presídio e vendo as luzes de Porto Alegre às margens, tive a sensação de ver o passo derradeiro de um ritual sagrado. O que vivenciei na Ilha do presídio, ou Ilha das Pedras Brancas, tinha natureza própria ao ato litúrgico, mas era ato teatral. Teatro na acepção da arte que atualiza símbolos no Imaginário do espectador. E liturgia.

Não há contradição, pois no ato litúrgico o oficiante atualiza símbolos no imaginário dos fiéis. E foi isso que vivenciei naquela noite, caminhando pelas ribanceiras escuras, cheias de buracos e pedras, atrás de imagens que conduziam a inesperados ambientes, como as ruínas do antigo presídio ou a uma espécie de jardim de estátuas. Atores e atrizes surgiam da vegetação ou das trevas como gnomos. Ou sacerdotes de mítica seita, em celebração.




E o ritual, animado por cenas evocativas, assumidamente poéticas em atrito com as outras mais definidas e realistas, só terminaria no momento em que o barco apo…

Teatro Como Instrumento de Discussão Social - Canoas

Oficinas Populares de Teatro – Abertas e gratuitas

Estão abertas as inscrições para as oficinas do projeto Teatro Como Instrumento de Discussão Social, realizadas pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz na cidade de Canoas.
As oficinas são contínuas e iniciarão na próxima semana dia 22/06 e acontecerão quartas e sábados, no centro de Canoas, no bairro Mathias Velho e no bairro Harmonia.

O projeto foi contemplado pelo edital PIC 2014, portanto tem o financiamento da Prefeitura Municipal de Canoas/Secretaria da Cultura.



Confira abaixo os horários e locais:

Quarta feira:


*Atenção: Como a Antiga estação Férrea está em reforma (local onde ocorrem as oficinas no centro), as oficinas ocorrerão temporariamente no auditório da Sec. de Cultura de Canoas, que também fica no centro e de fácil acesso.

Centro
Na antiga Estação Férrea (Rua Vitor Barreto, 2301)
Das 19h às 22h
Orientação: Paula Carvalho

Bairro Mathias Velho
No Salão da Igreja Nossa Senhora Aparecida (Rua Florianópolis, 4859)
Das 18h30 às 21h30
Orientação: Clélio Cardoso

Sábados:

Centro
Na antiga Estação Férrea (Rua Vitor Barreto, 2301)
Das 14h às 17h
Orientação: Paula Carvalho

Bairro Harmonia/Vila Natal
Na Garagem Sócio Cultural (Rua Santa Rita, 233 – esq. com a Rua Nossa Senhora Aparecida)
Das 14 às 17h
Orientação: Clélio Cardoso

Inscrições pelo fone 3028 13 58 e 9396 11 40.

A ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social desenvolve Oficinas de Teatro em diversos bairros de Porto Alegre e de Canoas.  As Oficinas Populares de Teatro da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz têm como objetivo fomentar a organização de grupos culturais nos bairros.
Abrindo espaço para sensibilização e experiência do fazer teatral, apostando no teatro como instrumento de indagação e conhecimento de si mesmo e do mundo, assim como veículo de formação, informação e transformação social. Entendendo a cultura como agente formador de mentalidades com consequente influência direta na condução dos rumos da sociedade, e a atividade teatral como a mais objetiva das manifestações artísticas na reflexão do homem sobre si e sua realidade social. 
A proposta de trabalho teatral segue os fundamentos principais da Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, que visa a formação de atores-cidadãos com a necessária qualificação para estar a serviço da construção de uma sociedade justa e solidária.
As Oficinas Populares de Teatro são gratuitas e abertas a todos interessados a partir dos 15 anos.

“A Arte em todas as suas modalidades tem por função básica a estruturação e o desenvolvimento da sensibilidade e do pensamento dos seres humanos. O Teatro tem por objeto a análise crítica e a exposição das relações inter-humanas, o que faz dele um dos mais poderosos aliados na luta permanente em favor da construção da cidadania.”