ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 2]

    Com um mês de atividades o Teatro Ói Nóis Aqui Traveiz foi interditado pela Secretaria de Segurança. Aí começou uma longa campanha pela reabertura do teatro. O fechamento agravou a situação econômica do grupo e a saída de alguns dos seus integrantes. Para vencer a crise o grupo buscou outros espaços para encenar o seu espetáculo. Também é o momento em que o grupo começou a compartilhar as suas experiências através de uma oficina de teatro. E é principalmente com os jovens desta oficina que criou a montagem de “A Bicicleta do Condenado”, do espanhol Fernando Arrabal: um preTexto para a reVolta do Ói Nóis Aqui Traveiz. Durante o processo de criação integrantes do grupo foram presos em manifestações contra a ditadura. Essa experiência de repressão e violência foi canalizada para a cena. A reabertura do Teatro trouxe para a encenação uma história de opressão e horror, onde duas pessoas tentam sobreviver em um lugar comandado por uma ordem militar. Se no primeiro espetáculo o público fi

Fotos Viúvas Performance sobre a Ausência no Forte de Santo Amaro em Santos/MIRADA!

Em setembro deste ano a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz apresentou a performance "Viúvas Performance sobre a Ausência" no Festival Ibero Americano MIRADA em Santos.

A montagem, sobre um grupo de mulheres de um povoado às margens de um rio que luta pelo direito de saber onde estão os pais, maridos ou filhos mortos pela ditadura no país, estreou em 2011, na Ilha das Pedras Brancas – conhecida como Ilha do Presídio –,situada entre Porto Alegre e Guaíba. As apresentações no festival santista vão rolar de quinta a sábado, no Museu Histórico Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande – localizado em uma fortificação construída no Guarujá em 1584, que também abrigou presos políticos ao longo de sua história. 

Confira algumas fotos de Pedro Isaias Lucas:



















Fotos Pedro Isaias Lucas