A vanguarda gaúcha em ação

Marcelo Marchioro ( O Estado do Paraná, 29 de Junho de 1979)   Para todos aqueles que procuram a renovação de tudo aquilo que está de uma maneira ou outra ligada ao homem, para todos os que são suficientemente abertos para receberem novas idéias e concepções e se colocam contra qualquer tipo de estagnação, para todos os que possuem uma visão ampla e irrestrita do que seja cultura e das várias maneiras pelas quais ela se manifesta, para todos aqueles que são receptivos (se não para gostar, ao menos para analisar) às novas e válidas propostas de trabalho e têm condições de entender o que seja um espetáculo consciente e revitalizador, hoje é o último dia para assistir a “Ensaio Selvagem” às 21 horas no Teatro Universitário de Curitiba, produção do grupo gaúcho “Ói Nóis Aqui Traveiz”.   Em geral, novas propostas ou manifestações de vanguarda (principalmente quando se trata de cultura) sempre são encaradas pelo público com muitas ressalvas, especialmente por aquela grande camada tradi

Salve a TVE e a FM Cultura


A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz repudia a extinção da Fundação Cultural Piratini proposta pelo Governo do Estado e enviada para a Assembleia Legislativa em 21 de novembro de 2016. Essa proposta significa o fim da TVE e da FM Cultura, importantes meios de comunicação públicos e de vocação democrática. 

Eles constituem um patrimônio inestimável na produção e difusão da cultura do estado. A TVE desempenha um papel singular na preservação e manutenção da memória das manifestações culturais do Rio Grande do Sul. Muitas imagens memoráveis da arte gaúcha não poderiam ser vistas, não fosse o enorme acervo audiovisual da TVE. 



As duas emissoras democratizam o espaço de comunicação e tornam acessível para diversos artistas, de curta ou longa trajetória, divulgar seu trabalho. Ambas levam para a população a produção gaúcha sem precisar passar pela triagem da lógica do mercado. 

Não queremos imaginar o ano que vem sem os sons dos Cantos do Sul da Terra, sem a Música Popular Brasileira, sem os questionamentos sociais do Nação, sem a ludicidade do Pandorga, sem as reportagens do Estação Cultura, dentre tantos outros programas de qualidade jornalística.

O Ói Nóis apoia a resistência dos trabalhadores da TVE e FM Cultura que lutam pela continuidade da Fundação Cultural Piratini!



#SalveTVEeFMCultura! 
#ForaTemer
#ForaSartori