SANTO/AMARGO

Quase todo mundo conhece a expressão de Marx: “é preciso mudar o mundo e não interpretá-lo”. Hélio Oiticica vislumbrou uma outra direção: “é preciso que o mundo seja mundo do homem e não mundo do mundo”. A encenação de O Amargo Santo da Purificação, novo trabalho de rua criado pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre, segue essa mesma vereda, trazendo à agenda um tema – a transformação do mundo – e uma personagem – Carlos Marighella – bem pouco convencionais. A realização, estreada em setembro de 2008, insere-se nas manifestações que recordam os quarenta anos de morte do líder revolucionário brasileiro. Dado o contexto, teríamos todos os elementos para mais uma peça de agitação dos oprimidos, mais um exercício para a retórica coletivista, mais uma encenação épica erigida sobre chavões. Não é o que ocorre. A primeira grande aventura do Ói Nóis foi a de privilegiar os poemas escritos pelo revolucionário e não seus discursos ou textos de militância. O material dramátic…

Oficina de Teatro de Rua - Arte e Política

OFICINA DE TEATRO DE RUA
Arte e Política

Segundas, terças, quintas e sextas-feiras
das 19 às 22 horas
de 24 de julho  a  29 de dezembro de 2017

Cláudio Etges


Inscrições  de 26 de junho a 6 de julho de 2017

de segundas a sextas-feiras
das 19 às 22 horas

na Terreira da Tribo

Rua Santos Dumont 1186

Fone 30281358

terreira.oinois@gmail.com

www.oinoisaquitraveiz.com.br

gratuita e aberta a todos interessados a partir dos 18 anos

ESCOLA DE TEATRO POPULAR DA TERREIRA DA TRIBO DE ATUADORES ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ

OFICINA DE TEATRO DE RUA

Arte e Política

A Oficina de Teatro de Rua – Arte e Política da Tribo de Atuadores Òi Nóis Aqui Traveiz abordará os princípios básicos do teatro político e popular com a perspectiva que a rua seja palco de um teatro que se assuma como um constante repensar da sociedade, motivando uma releitura da vida cotidiana. Investigará o movimento, o gesto e a voz para a ampliação do corpo do ator e a ocupação do espaço urbano, proporcionando experimentação de linguagens para o desenvolvimento de personagens, situações, fábulas. Trabalhará elementos e recursos plásticos e musicais que auxiliam a criação poética da cena na rua.


As aulas da Oficina de Teatro de Rua – Arte e Política serão ministradas na Terreira da Tribo (Rua Santos Dumont, 1186) e será desenvolvida de 24 de julho a 29 de dezembro de 2017, segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 19 às 22 horas. O resultado da seleção será divulgado a partir das 14 horas do dia 17 de julho de 2017.

Cláudio Etges


                       TERREIRA DA TRIBO

A Terreira da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz acredita na importância da função social do artista, e pretende que essa formação favoreça a emergência do artista competente não apenas no seu ofício, mas também preocupado com a sua atuação como cidadão.

A Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo dentro da sua proposta de trabalho realiza anualmente seminários, ciclos de debates e oficinas de iniciação teatral, pesquisa de linguagem e treinamento do ator.