ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 2]

    Com um mês de atividades o Teatro Ói Nóis Aqui Traveiz foi interditado pela Secretaria de Segurança. Aí começou uma longa campanha pela reabertura do teatro. O fechamento agravou a situação econômica do grupo e a saída de alguns dos seus integrantes. Para vencer a crise o grupo buscou outros espaços para encenar o seu espetáculo. Também é o momento em que o grupo começou a compartilhar as suas experiências através de uma oficina de teatro. E é principalmente com os jovens desta oficina que criou a montagem de “A Bicicleta do Condenado”, do espanhol Fernando Arrabal: um preTexto para a reVolta do Ói Nóis Aqui Traveiz. Durante o processo de criação integrantes do grupo foram presos em manifestações contra a ditadura. Essa experiência de repressão e violência foi canalizada para a cena. A reabertura do Teatro trouxe para a encenação uma história de opressão e horror, onde duas pessoas tentam sobreviver em um lugar comandado por uma ordem militar. Se no primeiro espetáculo o público fi

A Terreira da Tribo segue aberta há 33 anos em Porto Alegre!

O espaço “Terreira da Tribo”, sede do grupo Ói Nóis Aqui Traveiz, Centro de Experimentação e Pesquisa Cênica e Escola de Teatro Popular está completando neste  14 de julho, 33 anos de existência.

Um salve a este espaço que acolhe os nossos corpos, serve de embrião para os nossos sonhos e mesmo com tantas dificuldades, segue com suas portas abertas há mais de três décadas, realizando a sua arte pública, na luta constante pela democratização do acesso a arte.
Seguimos.  Em movimento, sempre!

Evoé!



"Todas todas todas
Utopias Possíveis
Tudo o que se imaginar
Que quebre este sistema
Que faça mais jorrar do que pingar"!