Faca e gesto consequentes

  Antônio Hohlfeldt (Diário do Sul, 22 de dezembro de 1986) Fotos de Isabella Lacerda      Beckett é conhecido por seu niilismo e sua descrença em qualquer valor que ultrapasse a humanidade. Mais do que isso, o grande escritor irlandês desacredita na própria criatura humana, que visualiza como um ser sem caminho e sem lógica, sobrevivendo sem qualquer objetivo na vida, ou, quando os tem, sendo enganado por um falso objetivo (como em “Esperando Godot”, já que o tal Godot, em última análise, jamais virá porque jamais pensou em vir).       No caso de “Fim de Partida”, pode-se dividir a situação dramática em duas abordagens. A mais imediata é exatamente aquela que, em nível de realidade, pode ser desprendida das alusões, nem tão escassas assim, que pontuam todo o texto, talvez um dos primeiros trabalhos literários a abordarem a traumatizante experiência da bomba nuclear dos Estados Unidos em 1945. Pode-se pressupor que há muito aqueles quatro sobrevivem em uma construção quase subterrâ

Em defesa da Democracia, fascistas NÃO passarão!



Os Atuadores da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz estarão hoje (23.01) junto com a maioria do povo brasileiro participando do ato público “Em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato” contra a farsa do judiciário que com a condenação de Luis Inácio Lula da Silva pretende consagrar  o golpe que em 2016 rasgou a constituição com o impeachment da presidenta eleita pelo povo.

Na programação cultural que antecede o ato, a Tribo participa às 15h, na Esquina Democrática, com a esquete “Paga Zé” da Oficina Popular de Teatro de Rua – Arte e Política” da Terreira da Tribo.



Para o júbilo o planeta está imaturo. 
É preciso arrancar alegria ao futuro.
Nesta vida morrer não é difícil.
O difícil é a vida e seu ofício.

Maiakóvski (1926)