TRIBO DE ATUADORES ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 19]

“Se Não Tem Pão, Comam Bolo!” tem por referência a célebre frase da rainha da França, Maria Antonieta,quando no princípio da Revolução Francesa, pressionada em seu próprio palácio pelo povo que pedia pão, pateticamente perguntou por que não comiam brioches. Encenação popular, esta fábula política recorre ao fato histórico para falar de problemas cotidianos que afligem a maioria dos brasileiros: a fome, a opressão, os desmandos do poder e a corrupção dos políticos. Os personagens são saltimbancos contadores de histórias, que de uma forma satírica e divertida cantam para o povo, nas ruas, o que a sociedade burguesa procura esconder: a luta de classes. 
    “SE NÃO TEM PÃO, COMAM BOLO!” Roteiro e direção : criação coletiva Figurinos : Arlete Cunha Adereços : Zau Figueiredo Música : Rogério Lauda Elenco : Arlete Cunha, Kike Barbosa, Rogério Lauda e Sandra Possani Intérprete em substituição : Vera Parenza Estreia : 14 de fevereiro de 1993 (Espetáculo de rua) TERREIRA DA TRIBO EU APOIO! Você

Em defesa da Democracia, fascistas NÃO passarão!



Os Atuadores da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz estarão hoje (23.01) junto com a maioria do povo brasileiro participando do ato público “Em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato” contra a farsa do judiciário que com a condenação de Luis Inácio Lula da Silva pretende consagrar  o golpe que em 2016 rasgou a constituição com o impeachment da presidenta eleita pelo povo.

Na programação cultural que antecede o ato, a Tribo participa às 15h, na Esquina Democrática, com a esquete “Paga Zé” da Oficina Popular de Teatro de Rua – Arte e Política” da Terreira da Tribo.



Para o júbilo o planeta está imaturo. 
É preciso arrancar alegria ao futuro.
Nesta vida morrer não é difícil.
O difícil é a vida e seu ofício.

Maiakóvski (1926)