A arte de transformar a realidade em poesia | Sebastião Milaré

No barco, sobre as Águas do Guaíba, afastando da Ilha do presídio e vendo as luzes de Porto Alegre às margens, tive a sensação de ver o passo derradeiro de um ritual sagrado. O que vivenciei na Ilha do presídio, ou Ilha das Pedras Brancas, tinha natureza própria ao ato litúrgico, mas era ato teatral. Teatro na acepção da arte que atualiza símbolos no Imaginário do espectador. E liturgia.

Não há contradição, pois no ato litúrgico o oficiante atualiza símbolos no imaginário dos fiéis. E foi isso que vivenciei naquela noite, caminhando pelas ribanceiras escuras, cheias de buracos e pedras, atrás de imagens que conduziam a inesperados ambientes, como as ruínas do antigo presídio ou a uma espécie de jardim de estátuas. Atores e atrizes surgiam da vegetação ou das trevas como gnomos. Ou sacerdotes de mítica seita, em celebração.




E o ritual, animado por cenas evocativas, assumidamente poéticas em atrito com as outras mais definidas e realistas, só terminaria no momento em que o barco apo…

FESTA VIVA A TRIBO - 40 ANOS DE UTOPIA!

“Se vocês pensam que Nóis fomos embora
Nóis enganemo vocês
Fingimos que fumos e vortemos
Ói Nóis Aqui Traveiz!”


Sob a tríade UTOPIA, PAIXÃO e RESISTÊNCIA surgia em 1978 um coletivo que transformaria radicalmente a cena teatral no sul do país. Era a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz que chegava para deixar os seus rastros de liberdade. E é com imensa alegria - apesar dos pesares - que neste ano de 2018 estaremos celebrando os 40 ANOS de VIDA deste grupo! 

Uma festa que conta com a tua participação! E sim, será uma grande festança mesmo, para reunirmos velhos e novos amigos, para termos mais uma oportunidade de afinarmos os afetos, reinventando a UTOPIA e celebrando sempre o cio de viver para nos fortalecermos nas batalhas! 

Vale dizer que toda a verba arrecadada neste dia irá contribuir para a manutenção deste grupo, que desde o seu surgimento reafirma o seu compromisso ético com a sociedade, fazendo da arte e do encontro coletivo, um ato ritualístico potencial da existência humana.

>O festejo será no dia 24 de março, a partir das 16h no Vila Flores (R. São Carlos, 759 – Floresta)<

OS INGRESSOS JÁ ESTÃO A VENDA na Terreira da Tribo e com os integrantes do grupo e também nos PONTOS DE VENDA (infos abaixo)
Garanta já o seu ingresso, porque o primeiro lote custa apenas 15 pilas de investimento!

Para embalar o nosso encontro contamos com a participação das bandas “Roda Viva” e “Tribo Brasil”, e do DJ Fausto, com sua playlist que conta com o melhor da música popular brasileira.

Evoé!!!

“Resistir é manter abertos os vínculos com o futuro”
Paulo Flores 

>>>>> INGRESSOS: <<<<< 

PONTOS DE VENDA: 
- Papoula Café (Vila Flores)
www.facebook.com/papoulacafe

- SEDE Macuco (R. General Auto, 267 - Centro)
www.facebook.com/sedemacuco
(pagamento com cartão, taxa de R$1,00)

- ArteLoja (Térreo - Casa de Cultura Mário Quintana)
www.facebook.com/Arteloja-CCMQ-453918918084511/

Informações via Mensagem no evento, pelo email vivatribo@hotmail.com ou fone/whats: (51) 993 32 9219 c/ Luana.