UBU TROPICAL!

UBU REI DE ALFRED JARRY - TRAD. FERREIRA GULLAR Ói Nóis ConVIDA   💥💥💥💥💥💥 OFICINA PRESENCIAL NA TERREIRA DA TRIBO 💥💥💥💥💥💥 Essa vai pra todes que vem perguntando sobre as oficinas da Terreira. A boa nova é que faremos duas oficinas ainda este mês. Para quem ainda não está sabendo, neste momento o grupo começa a se debruçar sobre nova pesquisa com o intento de criar um UBU TROPICAL. A partir da personagem Pai Ubu, icônica para todo o teatro ocidental que influenciou as vanguardas em todas as partes do mundo, o grupo visa criar um estudo público do teatro de Alfred Jarry e do Tropicalismo.  Ainda no "Ciclo I: Estudos", iremos oferecer duas oficinas de compartilhamento que acontecerão nos dias 26 e 28 de outubro, das 19 às 22H na Terreira da Tribo. Dia 26 o mote será a personagem PAI UBU e dia 28 o TROPICALSIMO. Atenção para os detalhes. 👇🏼👇🏼👇🏼 🔥serão oferecidas 12 vagas para cada oficina. As oficinas serão gratuitas e independentes uma da outra.  Portanto, preci

Hoje tem "Caliban - A Tempestade de Augusto Boal" em Porto Alegre!

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz apresenta Caliban - A Tempestade de Augusto Boal nesta quarta-feira (25/04) no Largo Glênio Peres, às 16 horas. A apresentação do espetáculo faz parte da programação da primeira edição do INTERCENA, projeto que visa à internacionalização das Artes Cênicas do Estado do Rio Grande do Sul, e ocorre em Porto Alegre até dia 27 de abril. 

O grupo foi homenageado pelo Circuito Nacional Palco Giratório - SESC em 2017, realizando apresentações do espetáculo em todo o país.



Fotos: Pedro Isaias Lucas
“A Tempestade” é escrita enquanto Boal estava no exílio em 1974, período em que os movimentos sociais latino-americanos sofriam uma grande derrota frente ao imperialismo estadunidense e eram terrivelmente reprimidos pelas ditaduras civil-militares, - momento fecundo para retomar Caliban enquanto representante das opressões advindas deste encontro colonial – colocando em foco o discurso de resistência evidenciado nesta figura. Agora Caliban não é mais somente o colonizado. Ele é a representação dos oprimidos de toda a sorte que residem neste país.