MEIERHOLD NA SALA ÁLVARO MOREYRA

Meierhold, o último espetáculo da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, apresenta do dia 18 ao dia 21 de julho na Sala Álvaro Moreyra, no Centro Municipal de Cultura, sempre às 20h com entrada franca. As apresentações fecharão a mostra de repertório do grupo na programação do I Laboratório Aberto com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz – uma imersão poética na estética do grupo através de oficinas, espetáculos, filmes e seminários.

A encenação de “Meierhold” que estreou no final de 2018 na Terreira da Tribo, com o prêmio açorianos 2018 de melhor ator para Paulo Flores, parte da livre adaptação da peça da chamada dramaturgia de "micropolítica de resistência” do argentino Eduardo Pavlovsky “Variaciones Meyerhold” (2005). “Meierhold” mostra o encenador russo num tempo fora da realidade, póstumo, como um espectro que reflete sobre o seu discurso artístico e os relaciona com momentos dramáticos de sua trajetória pessoal, sujeito ao cárcere, tortura e humilhações até o seu br…

Hoje tem "Caliban - A Tempestade de Augusto Boal" em Porto Alegre!

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz apresenta Caliban - A Tempestade de Augusto Boal nesta quarta-feira (25/04) no Largo Glênio Peres, às 16 horas. A apresentação do espetáculo faz parte da programação da primeira edição do INTERCENA, projeto que visa à internacionalização das Artes Cênicas do Estado do Rio Grande do Sul, e ocorre em Porto Alegre até dia 27 de abril. 

O grupo foi homenageado pelo Circuito Nacional Palco Giratório - SESC em 2017, realizando apresentações do espetáculo em todo o país.



Fotos: Pedro Isaias Lucas
“A Tempestade” é escrita enquanto Boal estava no exílio em 1974, período em que os movimentos sociais latino-americanos sofriam uma grande derrota frente ao imperialismo estadunidense e eram terrivelmente reprimidos pelas ditaduras civil-militares, - momento fecundo para retomar Caliban enquanto representante das opressões advindas deste encontro colonial – colocando em foco o discurso de resistência evidenciado nesta figura. Agora Caliban não é mais somente o colonizado. Ele é a representação dos oprimidos de toda a sorte que residem neste país.