Faca e gesto consequentes

  Antônio Hohlfeldt (Diário do Sul, 22 de dezembro de 1986) Fotos de Isabella Lacerda      Beckett é conhecido por seu niilismo e sua descrença em qualquer valor que ultrapasse a humanidade. Mais do que isso, o grande escritor irlandês desacredita na própria criatura humana, que visualiza como um ser sem caminho e sem lógica, sobrevivendo sem qualquer objetivo na vida, ou, quando os tem, sendo enganado por um falso objetivo (como em “Esperando Godot”, já que o tal Godot, em última análise, jamais virá porque jamais pensou em vir).       No caso de “Fim de Partida”, pode-se dividir a situação dramática em duas abordagens. A mais imediata é exatamente aquela que, em nível de realidade, pode ser desprendida das alusões, nem tão escassas assim, que pontuam todo o texto, talvez um dos primeiros trabalhos literários a abordarem a traumatizante experiência da bomba nuclear dos Estados Unidos em 1945. Pode-se pressupor que há muito aqueles quatro sobrevivem em uma construção quase subterrâ

VENHA FAZER TEATRO NA TERREIRA DA TRIBO!

A Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo dá continuidade a sua ação formativa oferecendo duas Oficinas Teatrais abertas e gratuitas a todos interessados, a partir dos quinze anos.  A Oficina de Teatro Livre acontece aos sábados, das 14 às 17 horas, e a Oficina de Teatro Popular do Bairro São Geraldo acontece as quartas-feiras, das 19 às 22 horas. As duas Oficinas são realizadas na Terreira da Tribo, na Rua Santos Dumont, 1186.



A Oficina de Teatro Livre tem a proposta de iniciação teatral a partir de jogos dramáticos, expressão corporal e improvisações, e se desenvolve todo o ano sem interrupções, visando estimular o interesse pelo teatro e a busca da descolonização corporal do artista/cidadão.


A Oficina de Teatro Popular do Bairro São Geraldo faz parte da ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social, que tem como objetivo  fomentar a organização de grupos culturais nos bairros populares. Para abrir espaço para sensiblização e experiência do fazer teatral, apostando no teatro como instrumento de indagação e conhecimento de si mesmo e do mundo, assim como veículo de formação, informação e transformação social.


A Escola de Teatro Popular oferece Oficinas Teatrais teóricas  e   práticas que buscam através da construção do conhecimento favorecer a emergência do artista competente não apenas no desempenho de seu ofício, mas também preocupado no seu desenvolvimento como cidadão.   Também realiza anualmente Seminários e Ciclos de debates  reunindo  atores, diretores, pesquisadores e professores para discutir questões da cena contemporânea.