A arte de transformar a realidade em poesia | Sebastião Milaré

No barco, sobre as Águas do Guaíba, afastando da Ilha do presídio e vendo as luzes de Porto Alegre às margens, tive a sensação de ver o passo derradeiro de um ritual sagrado. O que vivenciei na Ilha do presídio, ou Ilha das Pedras Brancas, tinha natureza própria ao ato litúrgico, mas era ato teatral. Teatro na acepção da arte que atualiza símbolos no Imaginário do espectador. E liturgia.

Não há contradição, pois no ato litúrgico o oficiante atualiza símbolos no imaginário dos fiéis. E foi isso que vivenciei naquela noite, caminhando pelas ribanceiras escuras, cheias de buracos e pedras, atrás de imagens que conduziam a inesperados ambientes, como as ruínas do antigo presídio ou a uma espécie de jardim de estátuas. Atores e atrizes surgiam da vegetação ou das trevas como gnomos. Ou sacerdotes de mítica seita, em celebração.




E o ritual, animado por cenas evocativas, assumidamente poéticas em atrito com as outras mais definidas e realistas, só terminaria no momento em que o barco apo…

VENHA FAZER TEATRO NA TERREIRA DA TRIBO!

A Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo dá continuidade a sua ação formativa oferecendo duas Oficinas Teatrais abertas e gratuitas a todos interessados, a partir dos quinze anos.  A Oficina de Teatro Livre acontece aos sábados, das 14 às 17 horas, e a Oficina de Teatro Popular do Bairro São Geraldo acontece as quartas-feiras, das 19 às 22 horas. As duas Oficinas são realizadas na Terreira da Tribo, na Rua Santos Dumont, 1186.



A Oficina de Teatro Livre tem a proposta de iniciação teatral a partir de jogos dramáticos, expressão corporal e improvisações, e se desenvolve todo o ano sem interrupções, visando estimular o interesse pelo teatro e a busca da descolonização corporal do artista/cidadão.


A Oficina de Teatro Popular do Bairro São Geraldo faz parte da ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social, que tem como objetivo  fomentar a organização de grupos culturais nos bairros populares. Para abrir espaço para sensiblização e experiência do fazer teatral, apostando no teatro como instrumento de indagação e conhecimento de si mesmo e do mundo, assim como veículo de formação, informação e transformação social.


A Escola de Teatro Popular oferece Oficinas Teatrais teóricas  e   práticas que buscam através da construção do conhecimento favorecer a emergência do artista competente não apenas no desempenho de seu ofício, mas também preocupado no seu desenvolvimento como cidadão.   Também realiza anualmente Seminários e Ciclos de debates  reunindo  atores, diretores, pesquisadores e professores para discutir questões da cena contemporânea.