A arte de transformar a realidade em poesia | Sebastião Milaré

No barco, sobre as Águas do Guaíba, afastando da Ilha do presídio e vendo as luzes de Porto Alegre às margens, tive a sensação de ver o passo derradeiro de um ritual sagrado. O que vivenciei na Ilha do presídio, ou Ilha das Pedras Brancas, tinha natureza própria ao ato litúrgico, mas era ato teatral. Teatro na acepção da arte que atualiza símbolos no Imaginário do espectador. E liturgia.

Não há contradição, pois no ato litúrgico o oficiante atualiza símbolos no imaginário dos fiéis. E foi isso que vivenciei naquela noite, caminhando pelas ribanceiras escuras, cheias de buracos e pedras, atrás de imagens que conduziam a inesperados ambientes, como as ruínas do antigo presídio ou a uma espécie de jardim de estátuas. Atores e atrizes surgiam da vegetação ou das trevas como gnomos. Ou sacerdotes de mítica seita, em celebração.




E o ritual, animado por cenas evocativas, assumidamente poéticas em atrito com as outras mais definidas e realistas, só terminaria no momento em que o barco apo…

OFICINA DE TEATRO LIVRE NA TERREIRA DA TRIBO


Neste sábado, dia 19 de janeiro, às 14 horas, a Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo retoma a sua Oficina de Teatro Livre. A Oficina de Teatro Livre é aberta e gratuita a todos interessados a partir dos 15 anos. Inscrições no horário e local da Oficina. A Terreira da Tribo fica na rua Santos Dumont 1186. Informações pelo fone (51) 3028-1358  e pelo e-mail terreira.oinois@gmail.com .

A Oficina de Teatro Livre tem como proposta a iniciação teatral a partir de jogos dramáticos, expressão corporal e improvisações.  Abre espaço para sensibilização e experiência do fazer teatral, apostando no teatro como instrumento de indagação e conhecimento de si mesmo e do mundo, assim como veículo de formação, informação e transformação social. Se desenvolve durante todo o ano sem interrupções, visando estimular o interesse pelo teatro e busca a descolonização corporal do oficinando.

A Terreira da Tribo acredita na importância da função social do artista, e pretende que essa formação favoreça a emergência do artista competente não apenas no seu ofício, mas também preocupado com o seu desempenho como cidadão. A Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo dentro da sua proposta de trabalho realiza anualmente seminários, ciclos de debates e oficinas de iniciação teatral, formação, pesquisa de linguagem e treinamento do ator.