Santos Amargos

Paulo Bio Toledo - (Cavalo Louco Revista de teatro, dezembro de 2009)
[...] O dom de Despertar no passado as centelhas da esperança é um privilégio exclusivo do Historiador convencido de que também os mortos não estarão em segurança se o inimigo vencer. E esse inimigo não tem cessado de vencer.
Walter Benjamin Sobre o conceito da história
Necrofilia é o amor ao futuro Heiner Müller

Fotos de Pedro Isaias Lucas 
Anjos
A famosa metáfora do anjo da história do pensador alemão Walter Benjamin – interpretação poética da pintura Angelus Novus, de Paul Klee – retrata um anjo que observa o passado amontoado de entulho e destroços da civilização, mas não pode parar, é incessamente puxado ao futuro pelos ventos do Progresso.
Heiner Müller reescreve a imagem. Seu anjo olha a frente. Observa o futuro “represado, esmagando seus olhos”, mas a pilha de destroços é mais rápida que ele e o comprimento no instante: entre o passado e o futuro.Imobilizado, esmagado. Até que: “um renovado rufar de pod…

TEATRO COMO INSTRUMENTO DE DISCUSSÃO SOCIAL NA CIDADE DE CANOAS



Neste ano, a partir do dia 16 de janeiro, a ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social da Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo retoma a sua Oficina de Teatro na cidade de Canoas. Com apoio da Secretaria Municipal da Cultura e do Turismo a Oficina acontecerá todas as quartas-feiras, das 19 às 22 horas, na Antiga Estação de Trem (Av. Vitor Barreto, 2301 – Centro). A Oficina Popular de Teatro é aberta e gratuita a todos interessados a partir dos 15 anos. Inscrições no horário e local da Oficina. Informações pelo fone (51) 3028-1358 e pelo e-mail terreira.oinois@gmail.com

A Oficina Popular de Teatro de Canoas faz parte da ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz. Tem como objetivo fomentar a organização de grupos culturais nos bairros populares em acontece. Abre espaço para sensibilização e experiência do fazer teatral, apostando no teatro como instrumento de indagação e conhecimento de si mesmo e do mundo, assim como veículo de formação, informação e transformação social. A ação Teatro Como Instrumento de Discussão Social inicia 2019 com Oficinas em Canoas e no bairro São Geraldo (na sede da Terreira da Tribo) e em fase de implantação nos bairros Humaitá, Bom Jesus, Sarandi e Restinga.



A Terreira da Tribo acredita na importância da função social do artista, e pretende que essa formação favoreça a emergência do artista competente não apenas no seu ofício, mas também preocupado com o seu desempenho como cidadão. A Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo dentro da sua proposta de trabalho realiza anualmente seminários, ciclos de debates e oficinas de iniciação teatral, formação, pesquisa de linguagem e treinamento do ator.