A arte de transformar a realidade em poesia | Sebastião Milaré

No barco, sobre as Águas do Guaíba, afastando da Ilha do presídio e vendo as luzes de Porto Alegre às margens, tive a sensação de ver o passo derradeiro de um ritual sagrado. O que vivenciei na Ilha do presídio, ou Ilha das Pedras Brancas, tinha natureza própria ao ato litúrgico, mas era ato teatral. Teatro na acepção da arte que atualiza símbolos no Imaginário do espectador. E liturgia.

Não há contradição, pois no ato litúrgico o oficiante atualiza símbolos no imaginário dos fiéis. E foi isso que vivenciei naquela noite, caminhando pelas ribanceiras escuras, cheias de buracos e pedras, atrás de imagens que conduziam a inesperados ambientes, como as ruínas do antigo presídio ou a uma espécie de jardim de estátuas. Atores e atrizes surgiam da vegetação ou das trevas como gnomos. Ou sacerdotes de mítica seita, em celebração.




E o ritual, animado por cenas evocativas, assumidamente poéticas em atrito com as outras mais definidas e realistas, só terminaria no momento em que o barco apo…

TEM MÚSICA NA TABA! “(Re) Novo” show musical com Alexandre Vieira ENTRADA FRANCA

Nesta terça-feira, dia 7 de maio, Tem Música na Taba! apresenta o show musical “(Re) Novo” com Alexandre Vieira e grupo, na Terreira da Tribo (rua Santos Dumont, 1186), às 20 horas, com entrada franca. Tem Música na Taba! Faz parte da programação cultural da campanha “Terreira da Tribo – Eu Apoio!”. A Terreira da Tribo que sempre ocupou prédios privados pagando onerosos alugueis se encontra num momento dramático para conseguir viabilizar a sua existência. “Terreira da Tribo – Eu Apoio” é uma campanha de apoio coletivo e permanente que a Tribo lançou na plataforma virtual da Benfeitoria como forma de manutenção do espaço da Terreira que completa este ano 35 anos de existência na cidade de Porto Alegre. Mais informações em www.benfeitoria.com/terreiradatribo .



O grupo que apresenta “(Re) Novo” é formado por Alexandre Vieira, Alice Gross, Angelo Primon, Débora Dreyer, Pablo Lanzoni - incluindo a participação de Lila Borges. O show apresentará novas e velhas canções autorais, em versões recheadas de cordas e vozes. Tendo como base o repertório do álbum Alexandre Vieira - NOVO, lançado ao final de 2017, o set contará também com canções da nova safra do autor, além de músicas de seu primeiro disco, Blues Chacarera, de 2005.