TRIBO DE ATUADORES ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 19]

“Se Não Tem Pão, Comam Bolo!” tem por referência a célebre frase da rainha da França, Maria Antonieta,quando no princípio da Revolução Francesa, pressionada em seu próprio palácio pelo povo que pedia pão, pateticamente perguntou por que não comiam brioches. Encenação popular, esta fábula política recorre ao fato histórico para falar de problemas cotidianos que afligem a maioria dos brasileiros: a fome, a opressão, os desmandos do poder e a corrupção dos políticos. Os personagens são saltimbancos contadores de histórias, que de uma forma satírica e divertida cantam para o povo, nas ruas, o que a sociedade burguesa procura esconder: a luta de classes. 
    “SE NÃO TEM PÃO, COMAM BOLO!” Roteiro e direção : criação coletiva Figurinos : Arlete Cunha Adereços : Zau Figueiredo Música : Rogério Lauda Elenco : Arlete Cunha, Kike Barbosa, Rogério Lauda e Sandra Possani Intérprete em substituição : Vera Parenza Estreia : 14 de fevereiro de 1993 (Espetáculo de rua) TERREIRA DA TRIBO EU APOIO! Você

NESTA QUINTA NA TERREIRA DA TRIBO SARAU “ARTE & POLÍTICA: MEMÓRIA E VERDADE”NESTA QUINTA NA TERREIRA DA TRIBO SARAU “ARTE & POLÍTICA: MEMÓRIA E VERDADE”

Nesta quinta-feira, dia 26 de setembro, a partir das 20 horas, com entrada franca, teremos o Sarau Arte & Política: memória e verdade, na Terreira da Tribo (Rua Santos Dumont, 1186). O Sarau será aberto com o filme "Índios, memória de uma CPI", de Hermano Penna. Após haverá o debate sobre Justiça, Memória e Verdade com Carlos Frederico Guazzelli, Defensor Público aposentado, Coordenador da Comissão Estadual da Verdade/RS (2012-2014); Raquel Kubeo, professora e atriz, e Rodrigo de Medeiros Silva, da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares/RENAP. A noite também contará com performance da atuadora Rochelle Silveira e se encerrará com apresentação musical de “Korimbah” com Carine Brazil, Bento Fagundes e Emanuel Barros. O evento faz parte da Campanha "Terreira da Tribo EU APOIO" e é uma realização da Terreira da Tribo, RENAP e Fórum Justiça.  

 

        O filme “Índios, memória de uma CPI” é um média metragem de 32 minutos de duração que utiliza o material cinematográfico que documentou a histórica Comissão Parlamentar de Inquérito, realizada pela Câmara dos Deputados em 1968 e que investigou a situação dos povos indígenas. A CPI do Índio, como na ocasião ficou conhecida essa iniciativa da Câmara Federal, foi a primeira Comissão de Inquérito (CPI) que saiu do prédio do Congresso para fazer suas investigações in loco. Inicialmente foram pensadas cinco viagens para regiões onde mais se agudizavam os conflitos entre índios e os colonizadores.

“Terreira da Tribo – Eu Apoio” é uma campanha de apoio coletivo e permanente que a Tribo lançou na plataforma virtual da Benfeitoria como forma de manutenção do espaço da Terreira que completa 35 anos de existência na cidade de Porto Alegre. Mais informações em www.benfeitoria.com/terreiradatribo.