O FAUSTO BRILHANTE

Rafael Baião*E ou toda beleza que não é puramente bela e necessariamente belo a menos que seja (in) completo.- Mas se é espetáculo! Logo é belo (!) (?)- Logu é belo?- Logo não era necessário discutir o belo e o logo nem se fala.- Sem muito belelego vamos ao principal: Vi o FAUSTO da Terreira, pela primeira vez, numa sexta-feira, eu acho, de 1994, setembro. Transa com beleza, a feiúra, a razão, o sentimento. Saí me perguntando se entendi ou não, ou se era claro que tinha entendido. Quis ver de novo e vi. Tinha muita gente, uma plateia receptiva e ágil.  Essa montagem do Grupo ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ é denominada missa (quem quiser, comunga). Conta a história de um sábio, Dr. Fausto, que faz um pacto com o Cujo, a fim de saciar sua sede de conhecimento. Salva-se por sua insatisfação! Tudo que Mephisto oferece – dinheiro, paixões, terras, poderes... – lhe é insuficiente. Ele ultrapassa os limites de seu cúmplice. Não se rende, não se vende; arrepende-se, transforma-se. Tran…

TERREIRA DA TRIBO - EU APOIO! Cinema com entrada franca!!


Acesse o evento no Facebook
CINECLUBE DA TERREIRA
ENTRADA FRANCA

Nesta segunda e terça-feira, dias 30 de setembro e 1 de outubro, o Cineclube da Terreira da Tribo exibe dois clássicos do cineasta Glauber Rocha. O cineclube faz parte da programação da Terreira da Tribo – Eu Apoio!





Glauber Rocha (1939-1981), principal expoente do cinema brasileiro, homem do Terceiro Mundo, mas com profundas raízes nacionais, personalidade exuberante e livre, ele enriqueceu o acervo cinematográfico mundial com criações barrocas de imenso conteúdo humano e social. Suas origens emergem do coração da cultura sertaneja do Nordeste e, ao mesmo tempo, da realidade latino-americana contemporânea.


O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969)
Segunda, dia 30 de setembro, às 20h
Premiado em Cannes como Melhor Direção, é uma espécie de continuação de Deus e o Diabo na Terra do Sol. Misturando cordel e ópera, essa aventura apresenta o personagem Antônio das Mortes, que recebe a tarefa de eliminar um novo cangaceiro da região. No caminho, ele encontra diversos jagunços e coronéis e se vê cara a cara com o povo do sertão e com as dificuldades enfrentadas pelos sertanejos, eventos que farão Antônio adquirir uma nova perspectiva de vida.





O Leão de Sete Cabeças (1971)
Terça, dia 1 de outubro, às 20h
TERREIRA DA TRIBO - EU APOIO!
Cinema com entrada franca!!, às 20h
Após a exibição, conversa com o atuador Paulo Flores.
O enredo se passa em um país indeterminado da África, no qual o líder negro chamado Zumbi e o guerrilheiro branco Pablo tentam libertar uma nação africana de um governador alemão e seus aliados. Em seu primeiro longa no exílio, Rocha fragmentou a linha narrativa alternando a trama de figuras simbólicas marcadas (colonizadoras e libertárias) com cenas de dança de membros do levante e outras demonstrações culturais.





A Terreira da Tribo - que sempre ocupou prédios privados pagando onerosos alugueis - se encontra num momento dramático para conseguir viabilizar a sua existência. TERREIRA DA TRIBO: EU APOIO! é uma campanha de apoio coletivo e permanente que a Tribo lançou na plataforma virtual da Benfeitoria como forma de manutenção do espaço da Terreira. Colabore para manter vivo esse espaço sagrado de efervescência criativa e resistência cultural que re(existe) há 35 anos na cidade de Porto Alegre. Salve a Terreira da Tribo!