MEDEIA: DO MITO ATÉ MEDEIA VOZES | Jorge Arias

Fotos de Pedro Isaías Lucas Medeia é um dos grandes enigmas da literatura ou, talvez, da história. O primeiro enigma é se existiu uma Medeia, real e histórica, uma mulher de carne e ossos, sobre a qual foi construído um mito, uma lenda, como aconteceu com os heróis lendários de Troia, que realizaram grandes, difíceis e impossíveis façanhas, mas tiveram como base alguma realidade, de alguma forma existiram. Alguns aspectos negam o caráter puramente mítico da história: a viagem dos argonautas até a Cólquida na margem oriental do Mar Negro, em busca do velocino de ouro, está de acordo com as expedições comerciais dos gregos; as intrigas do palácio, como o exílio de Medeia em Corinto, têm uma cor de verdade; e, acima de tudo, a apaixonada controvérsia sobre se ela matou ou não seus filhos. Não se discute ou, ao menos, não é comum discutir o que faz ou não faz uma personagem de ficção.     O segundo enigma é o caráter dela. Medeia é neta de Hélio, sacerdotisa de Hécate, feiticeira, brux

SELECIONADOS PARA OFICINA DE TEATRO RITUAL DA ESCOLA DE TEATRO POPULAR DA TERREIRA DA TRIBO

  1. Anselmo F. Pierdoná
  2. Camila Canani Nunes
  3. Clenir dos Santos
  4. Eliana Guedes Mussnich
  5. Janaína A. Baladão de Aguiar
  6. Juliana Luise Costa
  7. Laura Schuck de Oliveira
  8. Louise Pierosan
  9. Manuelle Teixeira
  10. Marcio Menezes
  11. Millena Moreira
  12. Paloma Sanchez
  13. Raissa Tatiane S. Pereira
  14. Raphael Costa Santos
  15. Raul Ribeiro Bezerra
  16. Thais Machado

As aulas tem início dia 13 de janeiro/2020 às 9 horas. Trazer roupa confortável e garrafa de água.
Pedimos que os oficinandos leiam a tragédia grega “Antígona” de Sofócles.