Anti-heroína de Pindaíba

Antônio Hohlfeldt (Jornal do Comércio18 de abril de 1997)
Fotos de Adriana Franciosi
Ao completar 19 anos de vida, traída pela Administração Popular que se nega a dar qualquer apoio à  idéia de sua permanência no local em que fez história na cidade, nem por isso a trupe de atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz perde sua fleuma e sua força. Aniversário se faz com festa e festa, para um grupo de teatro, é representar. Foi o que fez o Ói Nóis..., estreando seu novo espetáculo de teatro de rua, A Heroína de Pindaíba.
   Trata-se da adaptação de uma peça de Augusto Boal, dos tempos do seu exílio na Argentina (1975), originalmente intitulada O homem que era uma fábrica. O texto original era uma fábula e, apesar ou justamente por causa das adaptações sofridas, mais fábula e mais farsa ficou ainda o espetáculo que conta a história de Matilda Silva da Silva (o povo brasileiro) que sonha emigrar para os Estados Unidos, deixando Pindaíba (Brasil). Para tanto, e após passar por um sem-número de exigências…

CAMINHO PARA UM TEATRO POPULAR

Domingo, dia 15 de março, a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz apresenta o espetáculo de Teatro de Rua “Caliban – A Tempestade de Augusto Boal” no bairro do Humaitá. O espetáculo será às 17 horas no Parque Mascarenhas de Moraes, dentro do Projeto Caminho Para Um Teatro Popular . O Projeto foi contemplado com o Prêmio Culturas Populares 2019 – Edição Teixeirinha, do Ministério da Cidadania do Governo Federal.




O Projeto Caminho Para Um Teatro Popular, criado pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz em 1988, é um circuito regular de apresentações em praças, bairros e vilas populares de Porto Alegre. Esta ação tem como principal objetivo democratizar o espaço da arte, oportunizando vivências e reflexões para um público sem acesso aos meios culturais hegemônicos. O projeto, nesta etapa, prevê a circulação da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz com seu mais novo espetáculo de teatro de rua Caliban - A Tempestade de Augusto Boal em 5 bairros populares (Restinga, Humaitá, Sarandi, Bom Jesus e no Parque da Redenção) de diferentes regiões de Porto Alegre.

Assista: