ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ 44 ANOS [PARTE 2]

    Com um mês de atividades o Teatro Ói Nóis Aqui Traveiz foi interditado pela Secretaria de Segurança. Aí começou uma longa campanha pela reabertura do teatro. O fechamento agravou a situação econômica do grupo e a saída de alguns dos seus integrantes. Para vencer a crise o grupo buscou outros espaços para encenar o seu espetáculo. Também é o momento em que o grupo começou a compartilhar as suas experiências através de uma oficina de teatro. E é principalmente com os jovens desta oficina que criou a montagem de “A Bicicleta do Condenado”, do espanhol Fernando Arrabal: um preTexto para a reVolta do Ói Nóis Aqui Traveiz. Durante o processo de criação integrantes do grupo foram presos em manifestações contra a ditadura. Essa experiência de repressão e violência foi canalizada para a cena. A reabertura do Teatro trouxe para a encenação uma história de opressão e horror, onde duas pessoas tentam sobreviver em um lugar comandado por uma ordem militar. Se no primeiro espetáculo o público fi

Estreia do espetáculo QUASE CORPOS - Episódio 1: A Última Gravação













Versão livre da peça Krapp’s Last Tape (1958), de Samuel Beckett, o espetáculo Quase Corpos - Episódio 1: A Última Gravação mostra o confronto de um homem de 69 anos com o seu passado. Hoje, nada mais é que um decrépito, muito míope, quase surdo e desleixado, que escuta no gravador a fita-registro de trinta anos atrás. Escuta sua própria voz narrar extintas aspirações, lembranças de amores perdidos, a morte da mãe, a esperança não confirmada de êxito comercial literário. Memórias de fracassos, declínio e dissipação. Depois, gravará uma nova fita, como faz todos os anos, no dia do seu aniversário. O presente de Krapp é expressão de vazio, de ausência. O velho Krapp fala pouco e as palavras apagam-se de sua memória. Um homem amargurado, a remoer-se em plena solidão, parece nada ter de relevante a evocar ou perpetuar.




Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 50 min


Ficha Técnica:
Direção: Ói Nóis Aqui Traveiz
Texto: Samuel Beckett
Adaptação: Ói Nóis Aqui Traveiz a partir de Krapp’s Last Tape
Elenco: Paulo Flores
Cenografia: Ói Nóis Aqui Traveiz
Iluminação: Clélio Cardoso
Sonoplastia: Roberto Corbo
Direção de Arte, Figurino e Adereços: Tânia Farias
Direção de Cena e Fotografia: Eugênio Barboza
Operação de câmera: Keter Velho e Lucas Gheller
Produção: Ói Nóis Aqui Traveiz

Fotografias still: Elizabeth Thiel





Estreia do espetáculo
QUASE CORPOS -
Episódio 1: A Última Gravação

no #FestivalPontoDeTeatro do Instituto Ling

Quinta-feira, dia 27 de maio, às 20h.

Para assistir, inscreva-se aqui.
Para participar do bate-papo sobre a peça, inscreva-se aqui.

O projeto Ponto de Teatro, que visa impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, conta com a curadoria de Renato Mendonça, e estreia este ano no ambiente virtual.









A Tribo continua com a campanha de financiamento coletivo TERREIRA DA TRIBO - EU APOIO! Através da plataforma Benfeitoria, como forma de pedir apoio e colaboração de toda sociedade para manter o espaço da Terreira da Tribo e a Tribo de Atuadores neste momento tão complicado que passamos.

TERREIRA DA TRIBO - EU APOIO! https://benfeitoria.com/terreiradatribo